Suspeita de matar padrasto no RN nega crime e acusa mãe

Fonte: G1/RN

Suspeita de ter planejado a morte do padrasto, Carolinne Mayara Barbosa, de 19 anos, nega o crime e acusa a própria mãe de ter assassinado José Janilson Rabelo, de 47 anos, asfixiado e morto a marretadas no dia 21 de agosto em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. A jovem chorou ao ser presa nesta terça-feira (4) na Zona Norte da capital. "Minha mãe nunca gostou de mim", disse Carolinne.
A Polícia Civil ainda procura o nanorado de Carolinne, identificado como Juano Moisés da Silva Mota, de 34 anos. Ele é apontado pela Polícia Civil como executor do crime.
Delegado de São Gonçalo do Amarante, Márcio Delgado explica que Carolinne e o companheiro fugiram logo após o assassinato. "Fugiram para outro estado, mas ela se afastou do namorado porque disse estar sendo ameaçada. Voltou para a casa do pai biológico quando se sentiu segura. Foi então que fizemos a prisão", afirma.
Ainda de acordo com Márcio Delgado, o crime foi cometido por um motivo banal. "Havia uma desavença familiar com o padrasto e a mãe. Não houve sinal de arrombamento, o que nos levou a concluir que o crime foi cometido por alguém de casa", conta o delegado.
Carolinne é suspeita de ter planejado o crime. Os mandados de prisão contra ela e Juano foram assinados pela juíza Denise Léa Sacramento Aquino.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ENTENDA OS MASSACRES DE CUNHAÚ E URUAÇU, DATA QUE É FERIADO NO RIO GRANDE DO NORTE

Odon Jr e Anderson realizam Festa da Vitória na próxima terça-feira (11), véspera de feriado

Festa do Boi começa nesta sexta com Aviões, Simone & Simaria, Luan Estilizado, entre outras atrações