Procuradora-geral da Assembleia é presa e MP divulga nomes de investigados

Esquema teria desviado R$ 5,5 milhões da Assembleia Legislativa; servidores públicos estariam envolvidos

Segundo o MP, os principais investigados são Marlúcia Maciel Ramos de Oliveira (coordenadora Núcleo de Administração e Pagamento de Pessoal - NAPP), Rodrigo Marinho Nogueira Fernandes (servidor da AL), José de Pádua Martins de Olveira (coordenador do setor de Cerimonial e ex-marido de Rita das Mercês), Oswaldo Ananias Pereira Júnior (gerente-geral da agência do Banco Santander na AL), além de Ana Paula Macedo de Moura, que atuava como assessora direta de Rita das Mercês.

A participação de cada um dos supostos envolvidos no esquema fraudulento ainda não foi informada pelo Ministério Público, mas somente Rita das Mercês e Ana Paula Macedo de Moura tiveram decretados mandados de prisão preventiva. A procuradora-geral da AL foi detida em seu apartamento, no bairro de Candelária, enquanto Ana Paula Macedo de Moura foi detida na Assembleia Legislativa.

O Ministério Público concederá ENTREVISTA coletiva nesta quinta-feira para detalhar a operação e o suposto esquema.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ENTENDA OS MASSACRES DE CUNHAÚ E URUAÇU, DATA QUE É FERIADO NO RIO GRANDE DO NORTE

Odon Jr e Anderson realizam Festa da Vitória na próxima terça-feira (11), véspera de feriado

Festa do Boi começa nesta sexta com Aviões, Simone & Simaria, Luan Estilizado, entre outras atrações