População carcerária feminina cresce mais do que a masculina no Brasil


Em quinze anos, o número de mulheres no sistema penitenciário brasileiro teve crescimento maior que a população carcerária masculina e passou a representar o quinto maior contingente prisional feminino do mundo.

A conclusão é do último relatório do Infopen (Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias) divulgado nesta quinta-feira (5) pelo Ministério da Justiça,

Segundo o governo federal, entre 2000 e 2014, a população penitenciária feminina passou de 5.601 para 37.380, o que representa um aumento de 567%. No mesmo período, a população masculina saltou de 169.379 para 542.401, um crescimento de 220%.

Hoje, a relação de mulheres encarceradas entre a população feminina em geral é de 36,4 para cada 100 mil. No ano passado, o total de mulheres no sistema prisional foi inferior apenas às populações carcerárias femininas dos Estados Unidos (205.400), China (103.766) Rússia (53.304) e Tailândia (44.751).

Segundo a última edição do Institute for Criminal Policy Research, da Universidade de Londres, entre 2000 e 2014, o número de mulheres presas aumentou em 50% ao redor do mundo, passando de 466 mil para 700 mil.

"Se o sistema carcerário no Brasil tem sido um problema, e eu tenho sido criticado por fazer essa avaliação, nós temos de enfrentar a realidade das mulheres sem escondê-la ", disse o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, reafirmando que os presídios no país são "verdadeiras masmorras medievais" que precisam ser mudadas.

Hoje, a relação de mulheres encarceradas entre a população feminina em geral é de 36,4 para cada 100 mil. No ano passado, o total de mulheres no sistema prisional foi inferior apenas às populações carcerárias femininas dos Estados Unidos (205.400), China (103.766) Rússia (53.304) e Tailândia (44.751).

Segundo a última edição do Institute for Criminal Policy Research, da Universidade de Londres, entre 2000 e 2014, o número de mulheres presas aumentou em 50% ao redor do mundo, passando de 466 mil para 700 mil.

"Se o sistema carcerário no Brasil tem sido um problema, e eu tenho sido criticado por fazer essa avaliação, nós temos de enfrentar a realidade das mulheres sem escondê-la ", disse o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, reafirmando que os presídios no país são "verdadeiras masmorras medievais" que precisam ser mudadas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ENTENDA OS MASSACRES DE CUNHAÚ E URUAÇU, DATA QUE É FERIADO NO RIO GRANDE DO NORTE

Odon Jr e Anderson realizam Festa da Vitória na próxima terça-feira (11), véspera de feriado

Festa do Boi começa nesta sexta com Aviões, Simone & Simaria, Luan Estilizado, entre outras atrações