Anvisa autoriza venda de testes que detectam dengue, zika e chikungunha

aedesO mosquito Aedes aegypti é transmissor do vírus zika, da dengue e da febre chikungunya – Jaime Saldarriaga / Reuters
Depois de uma análise em tempo recorde, cerca de 20 dias, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a comercialização no Brasil de cinco testes, de uso em laboratório, para diagnóstico de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Três deles são capazes de detectar o vírus zika, relacionado à epidemia de microcefalia no Brasil.
O tempo para o resultado varia dependendo do produto: de algumas horas a até 3 dias, segundo a Anvisa. A partir da autorização para comercializar os testes, publicada hoje no Diário Oficial da União, as empresas já podem começar a vendê-los. Os laboratórios que receberam o aval da Anvisa são o Euroimmun, que é alemão, e o Quibasa.
Dos cinco testes, dois detectam dengue, zika e chikungunha. Um é só para zika, outro apenas para dengue e ainda um que diagnostica somente chicungunha. As tecnologias usadas nos produtos são diagnóstico in vitro e metodologia de imunofluorescência para detecção de anticorpos relacionados aos vírus pesquisados.
OMS: PREOCUPAÇÃO COM CASO DE TRANSMISSÃO SEXUAL
Nesta quarta-feira, um dia após autoridades de saúde de Dallas, no estado do Texas, nos Estados Unidos, relatarem um caso de transmissão sexual do vírus zika, a Organização Mundial de Saúde (OMS) manifestou preocupação com o assunto e pediu mais investigações sobre o vírus, segundo a agência de notícias Reuters.
O Globo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ENTENDA OS MASSACRES DE CUNHAÚ E URUAÇU, DATA QUE É FERIADO NO RIO GRANDE DO NORTE

Odon Jr e Anderson realizam Festa da Vitória na próxima terça-feira (11), véspera de feriado

Festa do Boi começa nesta sexta com Aviões, Simone & Simaria, Luan Estilizado, entre outras atrações