'Deixo uma administração honesta, sem escândalos', diz Rosalba Ciarlini


Do G1 RN
Governadora do Rio Grande do Norte até o final do ano, Rosaba Ciarlini (DEM) concedeu entrevista na manhã desta terça-feira (30) à Inter TV Cabugi (assista acima) e ao G1, ocasião em que fez um balanço dos quatro anos de mandato. Além de elencar algumas realizações, e de admitir ter enfrentado muitos problemas, ela disse que deixa a chefia do Executivo “com o sentimento de dever cumprido”, “com a satisfação de ter conseguido cumprir mais de 90% do que foi planejado”, “com orgulho de ter comandado uma administração honesta e sem escândalos”, e “com o prazer de poder dormir com a consciência tranquila, deixando um RN preparado para o desenvolvimento”.

Quanto a Robinson Faria (PSD), que no dia 1º de janeiro assume o Governo do Estado, Rosalba desejou sucesso. "É hora de acreditarmos que ele fará uma boa administração. Desejo sucesso a ele e à equipe que ele montou. Como potiguar, vou sempre desejar o melhor para o nosso estado", pontuou.

Rosalba também falou sobre o futuro político. Disse que já no primeiro dia de 2015 se desfiliará do DEM, partido que não permitiu que ela disputasse a reeleição para o governo potiguar. "Não tem mágoas. Fica o aprendizado. Só não deixei o partido antes para não me tornar alvo de ações. Também fiquei por respeito, pelo compromisso assumido. Agora, só quero descansar. Depois, não sei quando ainda, volto a pensar em política", afirmou.

Quanto ao retorno à vida pública, a governadora revelou que tem propostas do PT, do PSD, e do PROS, mas que ainda não é o momento de dar respostas. "Agora só quero me dedicar à família, cuidar dos meus filhos e netos. Devo me reapresentar ao Estado, pois sou médica concursada. Já estou bem perto da compulsória, mas ainda quero exercer minha profissão. Sou pediatra e quero contribuir muito com a saúde das crianças, seja em um hospital ou mesmo de forma filantrópica. A política vai ter que esperar", ressaltou.

Salário pago e menos dívidas
Logo no início da entrevista Rosalba tratou de tranquilizar os servidores estaduais. Ela garantiu que nesta quarta-feira (31) o governo pagará osa salários de dezembro, questão que vem preocupado o funcionalismo estadual. “Hoje mesmo estamos encaminhando o dinheiro para que o banco faça o pagamento de todo mundo. Os aposentados e pensionistas já receberam, inclusive. Os demais, recebem todos nesta quarta, que é o último dia do ano”, garantiu.

Para Rosalba, o próximo governo terá menos dificuldades financeiras para administrar as contas o públicas e mais recursos para fazer investimentos. “Assumi o governo com uma dívida de quase R$ 1 bilhão. E estou deixando com uma dívida de apenas 15% do valor que peguei. Ou seja, vai ser muito mais fácil administrar. Além disso, deixo aproximadamente R$ 5 bilhões contratados em obras e melhorias”, acrescentou.

Educação e saúde
As áreas da educação e saúde, segundo a própria governadora, são consideradas as que mais tiveram avanços ao longo destes últimos quatro anos. Rosalba elencou algumas das ações realizadas, que ela acredita terem melhorado a vida dos potiguares. "Reformamos 12 hospitais, criamos mais 60 leitos de UTI e fizemos o Hospital da Mulher, em Mossoró. Criamos o RN Sustentável, programa de combate às drogas, e dobramos a capacidade de exames clínicos nas rede hospitalar de Natal. O Estado retomou a realização de transplantes de fígado e rins, e estamos entre os cinco maiores captadores de órgãos para doações do Brasil. E ainda levamos o atendimento do Samu para praticamente todas as regiões do Rio GranNa educação, Rosalba destacou o fato de o Rio Grande do Norte ter saído da 22ª para a 14º colocação em comparação com os demais estados do país segundo avaliação feita pelo Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), que é aplicada a alunos na faixa dos 15 anos de idade, em que se pressupõe o término da escolaridade básica obrigatória na maioria dos países. No Brasil, o Pisa é coordenado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). “E também avançamos no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). Quando assumi o governo, éramos o lanterninha. Agora, já superamos alguns estados e estamos melhorando nossa educação”, afirmou.

Segurança
Se para a governadora as áreas da educação e saúde têm o que comemorar, ela admite que faltou investimento para a segurança pública. Segundo ela, muito em razão da falta de colaboração do governo federal. “A presidente Dilma prometeu implantar o programa Brasil Mais Seguro no Rio Grande do Norte, mas não recebemos um real sequer até hoje”, explicou.

'Fui massacrada'


As últimas pesquisas de avaliação feitas pelo Ibope, duas delas realizadas ainda durante o período eleitoral deste ano e uma logo após o segundo turno, apontaram que a administração de Rosalba Ciarlini foi considerada negativa para 69% dos entrevistados. Na última, divulgada dia 29 de outubro, 17% disseram que considerar a gestão de Rosalba "regular"; 10% consideraram "boa" ou "ótima". E outros 4% não souberam responder. Para a governadora, os números negativos foram frutos de uma campanha difamatória encampada por todos os cinco candidatos que disputaram a chefia do Executivo estadual. “Fui massacrada, e não tive o direito de me defender. Não pude responder às acusações. Sofri um desgaste muito grande por causa disso. Foi uma campanha injusta comigo. Se há algo que fiz errado, foi ter me dedicado demais ao trabalho e não ter tido tempo para divulgar as ações que realizamos”, considerou.de do Norte", listou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ENTENDA OS MASSACRES DE CUNHAÚ E URUAÇU, DATA QUE É FERIADO NO RIO GRANDE DO NORTE

Ex-secretário confirma pré-candidatura

Odon Jr e Anderson realizam Festa da Vitória na próxima terça-feira (11), véspera de feriado