Em seu último discurso no Planalto, Dilma diz que a “luta contra o golpe” é longa

A presidente afastada Dilma Rousseff acaba de se pronunciar.
Ela afirmou que seu governo não cometeu “nenhum ato repressivo” contra movimentos sociais e manifestantes.

“O risco é agora termos um governo dos sem voto, sem legitimidade para propor soluções para os desafios do país e pode ser tentado a reprimir quem protesta contra ele. Um governo que nasce de uma espécie de eleição indireta e que será fator de manter a crise no país”, discursou Rousseff.
A presidente afastada disse ter orgulho de ter sido a primeira mulher eleita presidente do Brasil e que exerceu seu mandato de forma “digna e honesta”.
Dilma reafirmou que está sendo vítima de “uma farsa jurídica e política”, mas disse que “não esmorece”.
“A luta pela democracia não tem data para terminar. A luta contra o golpe é longa”, disse a presidente.
“Vamos mostrar ao mundo que há milhões de defensores da democracia em nosso país. A democracia é o lado certo da história. Jamais vamos desistir, jamais vou desistir de lutar”, encerrou sob gritos da claque do Planalto: “guerreira da pátria brasileira”. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ENTENDA OS MASSACRES DE CUNHAÚ E URUAÇU, DATA QUE É FERIADO NO RIO GRANDE DO NORTE

Ex-secretário confirma pré-candidatura

Odon Jr e Anderson realizam Festa da Vitória na próxima terça-feira (11), véspera de feriado