Aos 103, gêmeos mais velhos do mundo dão dica: "Não desperdice tempo com besteiras"


  • Os irmãos gêmeos belgas Paulus e Pieter Langerock celebram mais um aniversário, o 103º deles, em Sint-Martens-Latem, na Bélgica
    Mais de um século de companheirismo. Para os irmãos belgas Pieter e Paulus Langerock, o passar dos anos traz, além de mais sabedoria, a extensão de um recorde: aos 103 anos, completados nesta sexta-feira (8), são os gêmeos mais velhos do mundo.
    Há um ano, o recorde foi registrado pelo jornal local "Le Soir". Ontem, seguindo seus próprios conselhos de longevidade, mais uma primavera foi para a conta. Para eles, comer e beber com moderação e tomar um copo de vinho por dia estão entre os hábitos que os fazem esticar a vida.
    "Não desperdice seu tempo com besteiras, não coma muito e não corra atrás de mulheres", disse Paulus, em agosto do ano passado, à Reuters.
    Outro conselho importante aos jovens que querem viver bastante é: "Casem-se com uma mulher que amem e tenham filhos". Nenhum dos dois irmãos, no entanto, fez isto. O motivo, segundo relatos dos belgas informados à publicação local, foi o fato de eles terem sempre desaprovado as potenciais parceiras um do outro.
    Nascidos em 8 de julho de 1913, os gêmeos mais velhos do mundo, que atualmente vivem em um retiro para idosos na cidade de Sint-Martens-Latem, precisarão viver mais dois anos para bater o recorde dos irmãos norte-americanos Glen e Dale Moyer, que morreram aos 105 anos.
    Nada que preocupe Paulus. Há um ano, à Reuters, já minimizava a busca por recordes e a própria longevidade. "Quanto tínhamos 85 anos, fomos ao médico e ele nos disse: "Não acho que vocês viverão até os 100'. Bem, eu na verdade nunca quis ser velho assim."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ENTENDA OS MASSACRES DE CUNHAÚ E URUAÇU, DATA QUE É FERIADO NO RIO GRANDE DO NORTE

Ex-secretário confirma pré-candidatura

Odon Jr e Anderson realizam Festa da Vitória na próxima terça-feira (11), véspera de feriado